Mulheres barbeiras !

Não se engane, barbudo. O título deste post não é só mais uma reprodução machista de um discurso que associa as mulheres à incompetência no trânsito. Nada disso ! Nossas barbeiras são profissionais de respeito, e este post não é apenas sobre elas … é PARA ELAS !

Em ambientes e profissão tradicionalmente masculinos, as mulheres vêm ganhando destaque em barbearias do mundo inteiro. Nada de nomes ou expressões como “cabeleireiras” ou “hair stylist”, nada disso. Elas são BARBEIRAS mesmo: profissionais que atuam exclusivamente com serviços voltados para o público masculino. É barba, cabelo e bigode, moça !

IMG-20170324-WA0023

O dinamismo do mercado vai de encontro à evolução cultural da sociedade. Se anos atrás barbearias não eram ambientes considerados “próprios” para as mulheres, hoje em dia este público, cada vez mais exigente, não vê mais problemas nestes serviços prestados por elas, nossas barbeiras.

Também chamadas de “Barber Girls”, essas profissionais já são preferência de vários barbudos que conheço. Da leveza das mãos aos detalhes, vários são os elogios tidos como “diferenciais” femininos. Mulheres tendem a ser mais observadoras, detalhistas, cuidadosas e delicadas. Para alguns, fazer a barba não é nada além de um hábito simples, sem nada especial. Para muitos, é um momento prazeroso, quase um ritual mesmo, e é aí que as moças se destacam.

o-BARBEARIA-1-570
Essa é a Bruna Magagnin, de 25 anos, lá da Jack Daniel’s Barber Shop, que funciona na Vila Olímpia, em SP

A inovação sempre foi uma característica dos negócios mais promissores. Inovar não significa, necessariamente, que algum tabu esteja sendo quebrado … mas quando as duas coisas ocorrem, ou seja, quando além de inovadora uma proposta está também quebrando tabus antiquados, o sucesso está próximo. Barbeiro sempre foi sinônimo de homem que atendia somente outros homens com serviços breves, como cortes não sofisticados ou barbas simples. Mulheres atendiam somente mulheres e ponto final. Reticências, na verdade …

o-BARBEARIA-3-570
Juliana Feliz, 24 anos, da Barbearia Corleone, também de São Paulo.

Em Belo Horizonte, por exemplo, a empresária Fran Dias, de 28 anos, idealizou o que veio a ser a primeira barbearia do Brasil com tesouras e navalhas exclusivamente comandadas por meninas, a “Mulher Barbeira”. A jovem empreendedora queria fugir do convencional e resolveu investir na ideia, que além de ter dado certo, quebrou alguns tabus também. A moça conta que chegou a pensar em abrir uma fábrica de doces antes de deixar a antiga profissão, quando ainda era técnica em segurança do trabalho, mas felizmente enxergou um mercado promissor e acreditou na própria ideia: seguiu os passos de familiares, que já trabalhavam na área de beleza, e se dedicou a uma antiga paixão, dos tempos que ainda cortava cabelos de graça no lugar onde morava com os pais. Parabéns Fran !

image
Na Mulher Barbeira, os clientes contam também com massagem relaxante. São vários os diferenciais que fidelizaram os clientes e fizeram o negócio dar certo.

Assim como Fran, diversas outras meninas surgiram e conquistaram o próprio espaço em barbearias pelo Brasil afora. Além de “pioneiras” no setor, essas moças são muito competentes e corajosas, e elas não vieram tomar o espaço de ninguém, pelo contrário. Vieram elevar o nível dos serviços prestados, afinal de contas, os barbeiros precisam acompanhar tendências e a qualidade dos atendimentos … ou aí sim, ficarão para trás.

o-MULHERES-BARBEARIAS-570
Patricia Mirielem, de 28 anos, do Estúdio Becca.

A palavra “pioneira” foi utilizada entre aspas no parágrafo anterior, devido ao fato de que em alguns países da Europa, mulheres já foram vistas nesta profissão alguns séculos atrás. Por motivos diversos deixaram e voltaram à profissão ao longo dos anos, mas no Brasil o tabu existe desde sempre, então, por aqui, elas são pioneiras mesmo.

h0431g

O resultado disso tudo é mais do que evidente: mulheres já são maioria entre os alunos dos principais cursos destinados a barbas e cortes masculinos. Taí a importância da coragem que essas moças tiveram nos últimos anos aliada ao dinamismo do mercado, que vem demandando tal perfil profissional destinado ao público masculino.

2

Eu vejo o atual cenário com muito otimismo. Fico feliz pelo significado deste espaço recentemente conquistado por elas, que é nada menos que uma evolução. Dizem que o “Beard Boom” ainda não atingiu seu ápice, o que deve acontecer em um futuro bem próximo, e é ótimo saber o que nos espera: ELAS. Elas nos aguardam. De tesoura e navalha em mãos, viu barbudos ! Todo cuidado é pouco !

45313734_5e60d4ca27_z
Ahhhh … não tinha como ! Lembrei dela rsrsrsrs … é do filme “Navalha na Carne”. Horrível !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s